Mortes Trágicas No Universo Rock – Brian Jones

por edi cavalcante

Brian Jones

rolling-stones-1964

The Rolling Stones e sua formação original em foto de 1964, com Brian, 2º da esquerda para direita

Lewis Brian Hopkin Jones, o Brian Jones, que cultivava uma imagem mod, guitarrista, multiinstrumentista, fundador da legendária banda The Rolling Stones – nome escolhido por ele -, era quem criava, quem trazia influências exóticas para a sonoridade da banda até pouco antes de sua morte. Nascido em 28 de fevereiro de 1942, foi protagonista de uma morte cercada de violência e mistério. Segundo relatório oficial, a causa foi ingestão de álcool e drogas. Quando se pensa em Brian Jones, acha-se perfeitamente normal a conclusão a que chegaram.

brian-jones-com-jimi

Acima, Brian com Jimi nos bastidores do Monterey Pop Festival

Acontece que as coisas não pararam por aí. É sabido que depois que o empresário dos Stones, Andrew Loog Oldham, manobrou para transferir a liderança da banda em torno de Mick Jagger e Keith Richards (Os motivos são vários. Desde o carisma de Mick, e o fato de que havia a necessidade de que a banda passasse a compor suas próprias músicas, o que daria uma vantagem mercadológia e financeira, e Brian não conseguia compor), deixou Brian Jones cada vez mais deprimido e alienado em relação à banda e aos companheiros Mick e Keith. Fazia 3 anos que os Stones não se apresentavam nos EUA, e conseguiram montar uma turnê. Mas Brian havia sido preso por posse de drogas e não conseguiu visto para entrar no país. Coisas como essa pioraram ainda mais a situação entre eles. Foi substituido por Mick Taylor (John Mayall’s Bluesbreaker) ainda antes de sua morte e os Stones retornaram às  suas raízes de blues, exatamente como Brian havia apregoado.

brian-jones-casa

Brian foi para Cotchford Farm, com a intenção de formar uma nova banda, “Yer Superblues”. Segundo Bill Wyman (parece ter sido ele quemmais sentiu a morte de Brian, entre os Stones), baixista dos Stones, “ele estava animado como nunca com seus novos planos”. Também amigos que o visitavam nessa época, como Alexis Korner e Jimmy Miller, ficaram surpresos com sua boa forma. Consta que convidou John Lennon e Eric Clapton para participarem da nova super banda.

brian-jones-peq-formato1

Logo em seguida, em 3 de julho de 1969, Brian Jones morreu por suposto assassinato na piscina de sua casa, que estava em reforma, por um empreiteiro, Frank Thorogood, a menos de um mês após sua saida dos Rolling Stones. Foi durante uma comemoração dos operários em torno da piscina. O jornalista e escritor Christopher Andersen conta em seu livro “Mick Jagger- Biografia Não Autorizada” (Editora Habra), que Brian chegou no meio da festa fazendo provocações. Jogaram-no na piscina sem saber que ele tinha pavor de água e ainda o tal empreiteiro ficou dando caldos em Brian. Com sua asma crônica, mais o pavor gerado pela situação, afogou-se. E ninguém fez nada. Ficaram todos paralisados, e quando sua namorada Anna Wohlin chegou em seguida, ele boiava na água (outros dizem que o corpo estava no fundo). Thorogood (que de good não tinha nada), pelos depoimentos ouvidos, simplesmente entrou na casa já sabendo que Brian estava afogado. E eu pergunto: quem, em sã consciência deixaria um corpo na água, qual seria a primeira reação de qualquer um ? Seria tirar o corpo da água e tentar fazer alguma coisa. E ele não fez nada. Simplesmente deixou o corpo lá. E voltou para dentro da casa. Daí que Anne ficou sabendo do desastre e há uma versão no qual nessa hora, ele Thorogood, teria ajudado Anne a retirar o corpo da água. Mas aí já era tarde. Para mim significa que se ele não o matou, foi, no mínimo, omisso, deixou-o lá para morrer. Ela tem certeza de que ele ainda estaria vivo, que se alguém tivesse tomado alguma atitude ele poderia ser salvo. Segundo testemunhas, Thorogood, em seu leito de morte, confessou seu crime para Tom Keylock (outro que deixou muito a desejar, porque foi contratado para cuidar de Brian), motorista dos Stones, que depois não confirmou o fato. Vem aí um filme, Stoned (doidão, título de uma música da banda), de Stephen Wooley, e estréia nesse mês na Inglaterra. Ele sustenta mais ou menos a história contada acima. O fato novo é que Brian queria Thorogood fora da casa. As coisas não param aí. Um investigador descobriu que Brian havia prescindido dos serviços de Thorogood pouco tempo antes e este queria receber mais 8.000 Libras adicionais pelas obras. E tem mais, outro investigador, fã de Brian, juntou documentos depois de 2 anos e meio de trabalho, a partir de informações colhidas de Pat Andrews, antiga namorada de Jones, com quem teve um filho. Ele não cita testemunhas, mas diz que acredita que os assassinos o atacaram no estúdio onde se encontrava. Inconsciente, colocaram sua cabeça na água, e já morto foi jogado de sunga na piscina. Será que conseguirão reabrir o caso ?

brian-jones-grave

17 Respostas to “Mortes Trágicas No Universo Rock – Brian Jones”

  1. felipe Says:

    ele vai ficar na memoria no mundo inteiro

  2. paulo melim Says:

    a morte de brian jones reflete a negação do cult, a negação das raizes do blues, arte, a musica de vanguarda, arte e suprimida pelos devaneios insanos de um capitalismo desmedido e que viria abolir a arte de vanguarda. Brian Jones como outros Jimi Hendrix, Janis Joplin, teriam espaço no mercado utilitarista dos porcos capitalistas. A cultura Pop de Vanguarda, contraria a realidade nao real, a cultura de vanguarda proporia a interatividade entre um mundo ficticio o normativo, o da rede do sistema e o mundo do psico-delico, ou seja a psique tentando buscar respostas para novos paradigmas existenciais e culturais.

  3. paulo melim Says:

    em sintese, a psique delica, era uma proposta de elaboração de novas significações para o real, Brian Jones foi é e sempre será o grande e legitimo Rolling Stones, aos outros lamentavelmente so resta dizer que sao apenas seres circundantes em torno de uma alma cult, Brian Jones era e sera sempre esta certeza da essencia cultural pos vanguardista. Fui

  4. samukew Says:

    Brian Jones o Criador dos rolling stones
    imaginem se esse cara n tivesse nascido
    esse lek mudou o mundo
    paz

  5. Marco Says:

    Na minha opinião ele foi mais uma vítima das drogas, um dos que influenciariam negativamente a humanidade e cooperaram para a degradação da raça humana, lamento muito por ele ter morrido tão jovem, pois não teve nem ao menos a oportunidade de restarurar a própria vida. Assim como John Lennon , Brian Jones foi um péssimo exemplo.

  6. Acredito que Brian tinha,um lado bom mas como todo ser humano tem um, lado ruim… E infelizmente o lado negativo era o que imperava em sua alma e corção! Mas isso não lhe tira a fama de grande musico que foi, E fundamental para os anos 60!!!

  7. osvaldo bispo Says:

    ALGUNS RELATOS DIZEM QUE BRIAN JONES FOI
    ASSASSINADO POR MICK JAGGER.
    É VERDADE?

    • Caro Osvaldo,
      obrigado pela visita e seja bem vindo. Quanto à questão que colocou, os relatos que dão conta de que Mick Jagger assassinou Brian Jones, são mais de caráter retórico, em função da luta interna pela liderança da banda. Há relatos de um jantar algum tempo depois após a morte de Brian em que estavam presentes Mick Jagger e Elliot Gold, e esse último acusou públicamente Mick como responsável pela morte de Brian. Mick apenas pediu licença, levantou-se e foi embora.
      Um abraço,
      e.c.

  8. José Salúcio Says:

    Li muito sobre a morte de Brian e me convenci de que ele realmente foi assassi
    nado por Frank Thorogood e funcionários,que o jogaram dentro da piscina onde moreu afogado. Brian,multinstrumentista,criador e a própria alma dos
    Rolling Stones perdeu-se principalmente no alcool,não comparecia maos aos
    ensaios porque não tinha condições. Claro,Mick e Keith,dedicadíssimos à banda,começaram a isolar o antigo líder e deu no que deu. Um triste final.
    José Salúcio.

  9. Luis Felipe Says:

    Brian Jones, era super talentoso, um cara muito bacana, porém sofreu demais pelo seu excesso nas drogas.
    Todo excesso é nocivo. Logo ele foi nocivo para ele mesmo.

  10. pedro araujo Says:

    sou espirita e tive vários sonhos com ele em que me dizia que sua vida foi tirada por outros que lhe invejavam. ninguém jamais saberá a verdade foi c ele para o túmulo ele era genial e foi a alma dos Stones

  11. Ainda hoje é a imagem viva dos sonhos adolecentes dos anos 60.

  12. sergio Says:

    Admiro tanto que meu cachorro que é louro se chama Brian Jones. pena que poucos o conhece……….

  13. Luis Felipe Says:

    Na verdade nunca saberemos a resposta correta! O fato é que Brian se aprofundou de mais no mundo das drogas e pirou no fato. Sou grande fã de Brian Jones, se eu estivesse lá, eu o salvava, mas eu só tinha 1 ano de idade, seria impossivel. Mas brincadeiras a parte, ele foi limado da banda porque não tinha condições emocionais de exercer seu brilhante talento.

  14. oseias fernandes barbosa Says:

    A verdade e que brian era o verdadeiro musico da banda, assim com era george nos beatles.Mas infelismente se foi muito cedo.Se tivesse ai garanto que os stones seriam uma banda mais musical e nao esta porcaria que gente ve por ai.

  15. Renato Says:

    John Lennon não fazia questão nenhuma de ser exemplo nem o Brian, Hendrix,Morrison ,Lou Reed ,Cobain lembrei de alguns compositores mto intensos suas obras falam por si só sem se importar com mídia e repercussão exemplos bons de criatividade pra musica em geral só quem conviveu com essas pessoas saberia dizer a verdade

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: