Fusão : Frutos e Sementes

por edi cavalcante

O encontro entre Dylan e Beatles em 28 de agosto de 1964, repercutiu imediatamente em suas obras.  Em apenas 3 anos a partir daquela data, foram lançados 3 álbuns de Dylan e 4 dos Beatles. Foram os discos que mudaram a história. Dylan lançou : Bringing It All Back Home, 1965; Highway 61 Revisited, 1965 (4ª posição – anotando posição apenas das que estão no top 10  do ranking dos 500 Maiores Álbuns de Todos os Tempos. Rolling Stone, março 2006); Blonde on Blonde, 1966 (6ª). Em todos os álbuns Dylan tocou acompanhado pela The Band. Os Beatles lançaram : Help, 1965; Rubber Soul, 1965 (5ª); Revolver, 1966 (3ª); Sgt. Pepper’s, 1967 (1ª). As sementes se espalharam mundo afora. Em Los Angeles, em 1964, uma música de Lennon & McCartney, “A World Without Love”, que foi dada para a dupla Peter & Gordon (acima à esquerda. Peter é irmão da ex-namorada de Paul, Jane Asher),

 chegou ao top 1 e chamou a atenção de Gene Clark, músico folk e poeta, que nesse tempo tocava canções dos Beatles de forma folk e acústica e propôs a Jim McGuinn ( mais tarde trocou o nome para Roger McGuinn. Há poucos anos, ao ser perguntado porque havia mudado o nome, respondeu que não sabia) que se juntassem na proposta de fazer uma banda com sonoridade Beatles e na linha Peter & Gordon, que por sua vez, além de Beatles, se inspiravam em Peter, Paul & Mary que se inspiravam em Dylan (Dylan e Beatles novamente). Essa combinação, mais blue grass e country, e a força da Rickembacker (ouça “I’II Feel a Whole Lot Better” do LP “Mr. Tambourine   Man”) 

– 232ª entre os Top 500  – gravado em 20 de janeiro de 1965, e saberá do que estou falando. Mr. Tambourine Man, do mesmo álbum, doada por Dylan, figura na 79ª posição da mesma lista acima, enquanto que a versão cantada por Dylan, figura apenas na 106ª posição. O Gene Clark disse que buscou alcançar com sua voz um intermediário entre a voz de Lennon e a de Bob Dylan, e com a Rickembacker que Jim passou a utilizar, deram início à fusão do folk com rock e nasceram os Byrds ( acima, à direita, capa do 1º LP, Mr. Tambourine Man, 1965) no final de 1964, uma revoada que se deu no momento em que o rock derrubava fronteiras e seguia ávido por novos campos e experiências. Se há uma banda que sintetiza a influencia de Dylan e Beatles em forma e conteúdo, essa  banda é The Byrds. “Era Dylan encontra The Beatles”, como disse Roger McGuinn certa vez, referindo-se à idéia de como seria Beatles cantando Dylan. Sua formação original é : Jim McGuinn – Rickembacker ; Gene Clark – cantor, compositor, guitarra ; David Crosby – guitarra, vocais ; Chris Hillman baixo e bandolim ; Michael Clark bateria. Muitos consideram que os pioneiros do folk rock tenham sido os Beau Brummels, que faziam parte do cast da Autumn, gravadora criada ainda em 1964 em San Francisco, CAL, com o objetivo de dar (entre outras tentativas) uma resposta aos Beatles no mercado fonográfico norte-americano.

V. Ana Maria Bahiana in Bizz, A História do Rock, vol. 2

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: