Direitos Civis nos EUA – Malcolm X

malcolm-x.jpg

Os Revolucionários dos Direitos Civis nos EUA – Malcolm X

por edi cavalcante

Malcolm X, nascido Malcolm Little, no dia 19 de maio de 1925 em Omaha, Nebraska, foi um grande ativista, defensor dos direitos civis dos negros  norte americanos. Fundou a Organização para a Unidade Afro-Americana, defendia a autonomia completa aos brancos, inclusive economicamente e territorial, pois propunha a criação de um Estado. Seu pai, Earl Little, pastor Batista, foi assassinado pela Klu Klux Klan, e sua mãe, Louise Norton Little, cuidava da casa e de seus 8 filhos. Após a morte do marido, teve um colapso nervoso e anos depois, foi internada por insanidade. Em 1946, Malcolm foi preso e condenado a 10 anos de prisão. Com 7 anos cumprido, obteve condicional, e foi nesse período que conheceu o Islã e converteu-se ao Islamismo, influenciado por seu irmão Reginald, que pertencia à organização religiosa Nation of Islan (NOI), e mudou seu nome para El-HajiMalik Al-Shabazz. Continuou a usar o nome Malcolm, mas substituiu Little, por ser um nome escravo, por X, para significar seu nome tribal perdido. A partir dos ensinamentos de Elijah Muhammad, líder do NOI, de quem se tornou devoto seguidor, tornou-se um revolucionário, cujo ódio pela “América Branca” o tornou num radical defensor dos negros norte americanos. As tensões raciais cresceram no início dos anos 60. Com sua crescente influência como ministro da NOI, suas colunas em jornais, aparições em programas de rádios e TVs, alcançou grande repercussão, não tardou para que o FBI se infiltrasse na organização, sendo que um dos agentes chegou a ser seu segurança pessoal, e passaram a monitorar as atividades do grupo. Malcolm cortou relações com a NOI em março de 1964, decepcionado com seu mestre Elijah Muhammad, depois que descobriu que ele tinha 6 mulheres dentro da organização islâmica, inclusive com filhos. E fundou sua própria organização religiosa, Muslin Mosque, INC. Também foi em 1964 que fez sua peregrinação à Meca, na Arábia Saudita. Depois que sua relação com a NOI esfriou, informantes do FBI que trabalhavam infiltrados, alertaram os oficiais de que Malcolm estava marcado para morrer. Em 14 de fevereiro de 1965, uma bomba explodiu em sua casa, quando estava em companhia de sua mulher (então grávida) e de suas 4 filhas.

By Antony Pridle

Mas todos escaparam. Uma semana depois, em 21 de fevereiro de 1965, enquanto discursava no Manhattan’s Audubon Ballroom, 3 atiradores o acertaram com 15 tiros a curta distância. Estava com 39 anos. Seu funeral ocorreu em 27 de fevereiro de 1965, no Harlem, em um templo cristão. Alguns meses depois, sua mulher deu à luz a gêmeas.  Seus assassinos, Talmadge Hayes, Norman Butler e Thomas Johnson, eram todos membros do Nation of Islam. Malcolm foi cremado no Ferncliff Cemetery, em Hartsdale, N.Y. Até hoje sua contribuição é sentida e inspira as pessoas a lutarem por seus direitos.

Uma resposta to “Direitos Civis nos EUA – Malcolm X”

  1. A luta de Malcolm X e tantos outros pelos direitos civis nos EUA, embora tenha contribuído para melhorar o reconhecimento desses direitos, deixou evidenciado que, o problema da sociedade em que vivem não é, basicamente, o do racismo, discriminação, gênero etc. e sim o de classes.
    No capitalismo, a classe dominante, pela própria natureza da opressão que imprime na sociedade em relação aos oprimidos, isto é, a classe trabalhadora no geral, gera todas aquelas mazelas e muito mais, como as drogas, o desemprego, fome, doenças, marginalidade, violência, desarmonia, etc. Passadas décadas desde o sacrifício de X, Luther King e outros lutadores, a estratificação continua e os negros, índios, latinos, chineses e demais imigrantes e pobres que vivem nos EUA, continuam pagando a riqueza da oligarquia, assim como as classes duplamente exploradas dos países que estão submetidos aos desígnios do império ianque.
    A saída: acabar com a sociedade de classes, isto é, liquidar o capitalismo e suas formas variantes, antes que ele acabe com toda a humanidade!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: