Archive for the Década de 60 Category

Estética dos Anos 60

Posted in Década de 60 on 04/05/2014 by edi cavalcante

Postado originalmente em 60:

Pop Art, Op Art, Minimalismo, Arte Conceitual, Mod, Mao, Hippies, Era Espacial, British Invasion, Provos, Psicodelia, Contracultura, plástico, aeronáutica, aerodinâmica, tomam o lugar da influência das turbinas de jatos e do estilo rock’n’roll e teddy boys dos anos 50. Pós Modernismo.

DESIGN/Móveis

O plástico passa a ter influência fundamental na concepção e no design na década de 60. Suas várias fórmulas tornam possível a utilização em larga escala no processo industrial. A imagem acima é a Ball Chair, 1963, do finlandês Eero Aarnio.

Pastilli Chair, 1967, Eero Aarnio (FIN) – Fiberglass e poliéster reforçado (influência espacial), Prêmio American Industrial Award 1968

Egg Chair, 1968, de Peter Ghyczy, alemão de origem húngara

Garden Egg Chair, Peter Ghyczy (ALE)

Rino Levi (ITA), ambiente típico dos anos 60

Le Balmoral Milk Bar, Bélgica

Panton Chair, 1960/1963, do arquiteto e designer Vernon Panton (DIN), a primeira cadeira de plástico injetado. É comercializada até…

Ver original 1.803 mais palavras

Rock on, George

Posted in Década de 60 on 25/02/2014 by edi cavalcante

60, George 2, 25.02.14   Essa é minha homenagem a George Harrison que nos deixou há 12 anos e faria hoje, 25 de fevereiro de 2014, 71 anos. Abaixo, uma de minhas músicas prediletas.

 

 

60, George and Paul playing football

Com Paul

60, Eric and George

Com Eric Clapton

60, George e John, by Astrid Kirchher

Com John

60, George e Ringo com Julian Lennon

Com Julian Lennon e Ringo

Leia também: http://www.rollingstone.com/music/lists/100-greatest-guitarists-20111123/george-harrison-20111122

Lou Reed

Posted in Década de 60 with tags , on 27/10/2013 by edi cavalcante

Lewis Allan “Lou” Reed, fundador da icônica banda de rock The Velvet Underground (1967-1970), faleceu nesse domingo, 27 de novembro de 2013, aos 71 anos. Dessa forma, a poesia e a música perde uma de suas figuras mais expoentes. “The Velvet Underground and Nico” (1967), ‘produzido’ por Andy Warhol, é um dos divisores de água na cultura pop contemporânea. A obra de Lou Reed teve influência definitiva nas diversas tendências do rock desde o final dos anos 60 até hoje.

60, Lou Reed by Lex Van Rossen

Lou Reed, by Lex Van Rossen Archives

Ouça “Tranformer”, 1972, full album:

Leia aqui tudo sobre a vida e obra de Lou Reed:  http://rollingstone.uol.com.br/noticia/morre-aos-71-anos-o-pioneiro-do-rock-lou-reed/

e aqui: http://www.rollingstone.com/music/news/lou-reed-velvet-underground-leader-and-rock-pioneer-dead-at-71-20131027

R.I.P. Lou Reed

Musas dos Anos 60

Posted in Década de 60 on 09/10/2013 by edi cavalcante

Postado originalmente em 60:

Diz a mitologia clássica grega, que as musas (filhas de Zeus e Mnemosyne) eram 9. Cada uma tinha um ou vários atributos particulares. Dessa forma, as musas que aparecerão a seguir, não são escolhidas apenas pela beleza, mas também pelas várias qualidades associadas e inspiradoras.

Algumas são musas de todos nós. Outras inspiraram aqueles que nos inspiraram nesse tempo e ainda hoje. Não estão todas aqui. A lista seria longuíssima para ser justa. É uma visão estritamente pessoal.

60, Norma Bengell 2

Norma Bengell

Norma Aparecida Almeida Pinto Guimarães D’Alma Bengell, nasceu em 21 de setembro de 1935. Atriz, vedete, cineasta, cantora e compositora a quem tive o prazer de conhecer pessoalmente. De grande beleza e talento, protagonizou o primeiro nu frontal do cinema brasileiro, em “Os Cafajestes” (1962), de Ruy Guerra, que lhe deu o prêmio Saci de melhor atriz. Trabalhou em “O Pagador de Promessas”, de Anselmo Duarte, que foi o vencedor…

Ver original 2.575 mais palavras

Mortes Trágicas no Universo Rock – Sharon Tate

Posted in Década de 60 on 08/10/2013 by edi cavalcante

Postado originalmente em 60:

 

Sharon Tate

sharon-tate1

Sharon Marie Tate, nascida em Dallas em 24 de janeiro de 1943, uma atriz de beleza esfuziante e com carreira em ascensão depois de atuar em “Vale das Bonecas” (1967), de Mark Robinson, e “A Dança dos Vampiros” (1967), de Roman Polanski, com quem se casou em 1968 e formaram o casal mais badalado de sua época. Isso não tem aparentemente nenhuma relação com o título desse post. A conexão se dá através de um cara sombrio, Charles Manson, líder da auto intitulada Família Manson, uma pseudo comunidade hippie que ele fundara na Califórnia.

sharontate_00022

O casal Polanski vivia em uma bela mansão no 10050 da Cielo Drive, Beverly Glen, Hollywood.

sharon-tate-cena-do-crime1

No dia 9 de agosto de 1969, Roman Polanski estava fora, filmando em Londres e Tate, grávida de 8 mêses encontrava-se em casa com sua amiga, a socialite Abigail Folger e seu namorado, o playboy polonês Wojciech Frykowski…

Ver original 642 mais palavras

1960 – 100 anos de Modernismo

Posted in Década de 60 on 16/06/2013 by edi cavalcante

Postado originalmente em 60:

60, Edouard_Manet_Dejeuner_sur_lHerbe_1863

 Le Déjeuner Sur L’herbe, Édouard Manet, 1862-63

1960. Aniversário de 100 anos do Modernismo. Imagine uma viagem na qual você sobrevoa o tempo-espaço cultural pelo ocidente a partir de um determinado período durante um século e assim ter um panorama das imagens e dos fatos do que aconteceu e quem foram os protagonistas desse tempo. Nessa perspectiva vemos que a partir de 1860 tem início o Modernismo, que teve nas artes o protagonismo importante do movimento artístico que revolucionou as artes plásticas e foi ponto de partida para as tendências que influenciaram o século XX, o Impressionismo, cujo nome deriva da obra “Impressão, Sol Nascente, Claude Monet, 1872 – “Le Déjeuner sur l’Herbe”, de Édouard Manet, 1862-3, escandalizou o público presente no Salon des Refusés, em 1863. A imagem de uma mulher nua sorrindo de forma quase imperceptível (Victorine Meurent, modelo também da não menos polêmica Olympia, do…

Ver original 1.208 mais palavras

Minha Bibliografia

Posted in Década de 60 on 14/06/2013 by edi cavalcante

Postado originalmente em 60:

60, minha bibliografia, arte de Joe MckendryIlustração de Joe Mckendry

1. Matteo Guarnacia – “Provos, Amsterdã e o Nascimento da Contracultura”, Edit. Conrad, Col. Baderna   2. Carlota Cafiero – Introdução para o livro “Provos,…”, Matteo Guarnacia, Edit. Conrad, Col. Baderna   3. Cláudio Willer – “Os Beats Abominaram a Década de 50″, Ilustrada, FSP, 3.4.84  4. Mário César Carvalho – “Do Marketing da Rebeldia ao Mal Estar do Mercado”, Ilustrada, FSP, 22.3.84  5. Flávia Marreiro, Raul Juste Lores – “Fotos Mostram Agonia de Che Guevara”, FSP, 28.4.06   6. Paulo Henrique Brito – “Arte de Hoje Espelha Presente com Indiferença“, Ilustrada, FSP, 17.10.93   7. Violão & Guitarra, Especial nº 7 – Edit. Imprima Comunicação e Editoração Ltda.  8. Paulo Cavalcanti – “A Conquista do Oeste”, História do Rock – Vol. 2, 1964-1971, Bizz, Edit. Abril  9. Ana Maria Bahiana – “O Trovador Elétrico“, idem   10. Fernando Rosa

Ver original 471 mais palavras

Os Maiores Cantores da Era do Rock

Posted in Década de 60 on 01/06/2013 by edi cavalcante

por edi cavalcante

A revista Rolling Stone lançou em 14.11.08 em Los Angeles, a lista top 100 dos maiores cantores da era do rock. Saiu em 4 capas diferentes, com Elvis Presley, John Lennon, Aretha Franklin e Bob Dylan. Ver post mais completo aqui.

rolling-stone-bob-dylan

Acima, uma das capas (as outras não estão disponíveis para cópia).

A votação foi feita através de 179 músicos (entre outros, James Hetfield, Metallica ; David Crosby, Yusuf Islan, ambos folk ; Keith Richards, Rolling Stones ; Iggy Pop, punk ; James Blunt, artista inglês), produtores, editores da revista e profissionais da industria musical. Foram indicados os primeiros 20 de cada lista e processados por empresa especializada.

aretha11Aretha Franklin, que já era a rainha do soul, foi escolhida a Top 1de todos os tempos. A seguir, a sequencia da lista dos Top 20.

20040610-ray_charles-07

2. Ray Charles

3. Elvis Presley

4. Sam Cooke

5. John Lennon

6. Marvin Gaye

7. Bob Dylan

8. Otis Redding

9. Steve Wonder

10. James Brown

11. Paul MacCartney

12. Little Richard

13. Roy Orbison

14. Al Green

15. Robert Plant

16. Mick Jaegger

17. Tina Turner

18. Fred Mercury

19. Bob Marley

20. Smokey Robinson

Veja (e ouça algumas canções) a lista completa em www.rollingstone.com/issue1066

Virada Cultural Sampa 2013

Posted in Década de 60 on 17/05/2013 by edi cavalcante

 

60, logo virada cultural 2013

 

Mais uma Virada Cultural acontece em São Paulo. Vale a pena curtir esse evento no coração da cidade. No link abaixo você encontra dicas dos eventos e todas as informações necessárias para aproveitar os melhores lances.

 

60, virada cultural, imagem centro

 

http://rollingstone.uol.com.br/noticia/virada-cultural-2013-uma-chance-anual-de-ver-o-centro-de-sao-paulo-como-nunca-antes/

Uma Noite em 67

Posted in Década de 60 with tags , , , , , , on 25/03/2013 by edi cavalcante

60, Uma Noite em 67, livro

Depois do enorme sucesso com o documentário, chegou a vez da publicação daquele que ficaria conhecido como o “festival da virada”, o III Festival da Música Popular Brasileira, organizado e transmitido pela TV Record em outubro de 1967. Esse livro é um mergulho mágico no tempo. Para quem viveu e para quem não viveu naquele período, é um prato cheio para vivenciar e saborear o frescor de um momento raro, a partir de entrevistas e depoimentos realizados pelos autores.

Esse foi, de todos os festivais que estavam bombando no período entre 1965 e 1968 – haviam muitos festivais em emissoras diferentes, que perdurou até pelo menos 1985 – o mais importante e significativo. Foi o festival que mudou os rumos da MPB, um momento de grande efervescência criativa e renovadora eclodindo e colidindo entre tendências musicais e comportamentais. Tudo isso com os músicos e compositores, em pleno “anos de chumbo” da ditadura militar, driblando a censura e o DOPS, porque para ser preso por causa da letra de uma música, bastava um olhar atravessado do censor. Edu Lobo, Chico Buarque, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Elis Regina, todos ali muito jovens, nos inícios de suas carreiras e provocando tamanho turbilhão de emoções. Até uma passeata contra a guitarra elétrica aconteceu. Sem dúvida, esse foi o recheio dourado da expansão criativa na cultura nacional durante os “anos de chumbo”.

Uma Noite em 67

Autores : Renato Terra/Ricardo Calil

Editora Planeta

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 338 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: